Que perfil de pai e mãe você é?

22 de novembro de 2012

""

Os resultados de uma pesquisa inédita entre a comunidade escolar, apontando o perfil que os filhos têm em relação ao estilo dos pais, serão apresentados às famílias no dia 03 de dezembro, às 19h, quando ocorre palestra geral do Cuidar é Básico, no Auditório do Farroupilha. A partir da percepção dos adolescentes, quatro estilos parentais foram apontados: autoritativo, negligente, indulgente e autoritário.

A pesquisa integra o programa Cuidar é Básico e foi desenvolvida pela Associação Mário Tannhauser de Ensino, Pesquisa e Assistência (Amtepa) – vinculada à Universidade Federal do Rio Grande do Sul – e aplicada aos alunos entre os anos de 2011 e 2012. A escala utilizada para avaliar os estilos parentais foi adaptada de estudo norte-americano, que permite avaliar os estilos dos pais a partir da percepção de adolescentes, classificando os estilos materno e paterno combinados.  

O resultado foi avaliado com base em um questionário com 24 itens, sendo 12 relacionados à exigência e 12 à responsividade das práticas educativas de pais e de mães, separadamente. Os quatro tipos de estilos parentais –  autoritativo, negligente, indulgente e autoritário  ¬– foram obtidos conforme cálculo das médias da própria amostra, para as subescalas de exigência e responsividade parentais. O estilo parental representa a maneira pela qual os pais lidam com as questões de disciplina, hierarquia e apoio emocional na relação com os filhos. As consequências que cada perfil tem na vida escolar e social das crianças e dos jovens também serão debatidas durante a palestra.

Conheça a descrição de cada perfil
Pais Autoritativos

O termo autoritativo caracteriza o estilo parental que combina elevados níveis de controle e de afetividade. Pais com elevada responsividade, manifestação de afeto e apoio, ao mesmo tempo em que exigem, realizam de forma apropriada o exercício de autoridade e de colocar limites.

Pais Negligentes
Pais que apresentam níveis baixos de responsividade e de demonstração de afeto e controle, sem manifestar interesse nas atividades, companhias e preocupações dos filhos, são considerados negligentes.

Pais Indulgentes
São aqueles muito afetivos, mas pouco exigentes.

Pais Autoritários
Os autoritários manifestam um padrão elevado de exigência, com predomínio da imposição de regras, sem perceber relevância nas opiniões dos filhos. São pouco afetivos, demonstrando diminuído apoio ao adolescente.