Estudantes participam de pitch da GrowCube

25 de novembro de 2021

Lucket, uma capa de celular que aumenta a privacidade do usuário ao proteger a câmera e o microfone; Health Corner, uma plataforma de informações hospitalares; Silverboard, um site que pretende ser a “segunda casa para os amantes dos jogos de tabuleiro”; Daler Health, um aplicativo voltado para a alimentação saudável; e Fashion Plat(form), uma plataforma para ajudar empresas do ramo da moda no mundo digital foram os trabalhos apresentados pelos estudantes na tarde de quarta-feira, 24 de novembro. 

As apresentações integram o pitch de final de ano da GrowCube, a incubadora de negócios do Colégio Farroupilha. Na prática, após trabalharem por um ano nos projetos e ouvirem as considerações da banca ocorrida em julho (relembre aqui), os estudantes aprimoraram seus projetos e os apresentaram a uma banca composta por Andréia Cristina Dullius, que é Mestre em Administração, Sócia e Head de Inovação da Grow+, professora de Metodologias de Inovação e Mentora de startups, e Carolina Cavalheiro, que é Head of Business and Community Development do Instituto Caldeira.

“Adorei poder participar da Grow Cube, é muito legal a ideia de criar do zero um protótipo de projeto que pode vir a entrar em vigor”, contou o estudante João Antônio N. “Foi muito interessante apresentar o projeto para os investidores, pois eles sugeriram diversos pontos de vista diferentes que me ajudarão a complementar o projeto original”, completou o estudante.do 9º ano A.

Os cinco projetos apresentados foram aprovados para a próxima fase da GrowCube, que consiste na prototipagem das propostas no Laboratório Maker do Colégio Farroupilha. Alguns dos projetos, como a Lucket, já iniciaram a prototipagem e a divulgação via Instagram (@lucket.oficial). 

A GrowCube é acompanhada pelos professores Rafael Louzada, de Matemática, e Roger Pereira, de Cultura de Inovação e responsável pelo Laboratório Maker, e conta com a parceria de Nelmar Vaccari e Rodrigo Valente.

“A GrowCube do Colégio Farroupilha em 2021 superou todas as expectativas de resultados. Mesmo com a barreira  do pouco contato presencial, os projetos foram trabalhados com os alunos tanto nas orientações online quanto, presencialmente, no espaço maker. Todos os alunos se dedicaram muito e os projetos finais foram reconhecidos como excelentes pelos avaliadores convidados. O objetivo de promover educação empreendedora nos parece plenamente atingido mais uma vez”, declarou Nelmar.

GROWCUBE NO COLÉGIO FARROUPILHA

Mais de cem estudantes já participaram da GrowCube desde 2017, ano em que foi criado o projeto.  A GrowCube tem como objetivo despertar o pensamento disruptivo nos estudantes, incentivando a solução de problemas cotidianos a partir do empreendedorismo, seja ele social, corporativo ou individual. Por meio da GrowCube, o Colégio Farroupilha e seus parceiros oferecem aos estudantes preparação em Marketing, Finanças, Operações, Jurídica e Negócios Digitais. A proposta, que adota o modelo de uma incubadora de negócios, abrange desde o desenvolvimento das ideias até a transformação destas em empresas, e tem como diferencial o desenvolvimento do potencial empreendedor ainda na educação básica.