23 de junho de 2022

DO LEONARDO PARA O MUNDO

 

Ao visitar a Praça da Matriz com sua família, em complemento às aulas sobre a cidade de Porto Alegre, Leonardo de Araújo Nunes, com 08 anos na ocasião, viu um grupo distribuindo refeições a pessoas em situação de rua. A cena impactou o estudante, que quis fazer algo para ajudar também. Hoje, o grupo formado a partir da iniciativa de Leonardo distribui semanalmente 200 refeições na Praça da Matriz.

“É uma coisa bem boa, é bem legal perceber tudo o que já aconteceu. Foi uma ideia que surgiu do nada, graças a uma atividade do Colégio, e que cresceu bastante: antes, eram 30 marmitas que a gente entregava, mas agora já são 200. É muito legal perceber que a ideia pode ter vindo da nossa família, mas muitas pessoas quiseram ajudar. A gente conseguiu dar o primeiro passo e a nossa iniciativa já deixou o dia de muitas pessoas mais feliz. Eu espero que continue por bastante tempo, até quando eu estiver bem maior”, declara Leonardo.

COMO TUDO COMEÇOU

No 3º ano do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, os estudantes do Colégio Farroupilha aprendem mais sobre a cidade de Porto Alegre. Uma das propostas diz respeito à uma saída de estudos para conhecer os principais pontos turísticos da capital gaúcha. Em 2020, com a pandemia do coronavírus e os estudos domiciliares, a recomendação foi que cada família fizesse a sua própria saída de estudos. 

Foi assim que os pais de Leonardo, Mariana de Araújo e Juliano Erdmann Nunes, levaram o estudante e a sua irmã, Luísa de Araújo Nunes, que em 2020 estava no 6º ano, para conhecer alguns dos pontos turísticos da cidade. Ao chegar na Praça da Matriz, Leonardo perguntou o que estava acontecendo, e a mãe explicou que era uma distribuição de alimentos a pessoas que estavam sem condições de pagar por isso. 

Leonardo quis fazer algo para ajudar essas pessoas e, junto a Luísa, conversou com seus pais. Na semana seguinte, a família, com apoio de amigos e parentes – muitos dos quais também fazem parte da comunidade escolar do Farroupilha – já estava de volta na Praça da Matriz para a primeira distribuição, que aconteceu em 28 de abril de 2020 e contou com a entrega de 30 marmitas. Leonardo lembra que a distribuição levou cerca de cinco minutos e acabou deixando algumas pessoas de fora. 

Nesses primeiros momentos, alguns membros da comunidade escolar passaram a ajudar. As refeições eram preparadas na casa da família de Leonardo, e as crianças participavam ativamente de todo o processo: ajudavam no preparo e na distribuição das refeições, que tinham as embalagens decoradas com recados escritos por elas, como “Saúde” e “Boa janta”. 

CORRENTE DO BEM

Hoje, dois anos após aquela primeira ida de Leonardo e sua família à Praça da Matriz, o grupo cresceu em número de voluntários – são mais de 40 pessoas envolvidas -, se organizou e ganhou um nome – “Corrente do Bem”, sugerido pelo estudante – e um perfil no Instagram (@correntedobemm.poa). 

A ação distribui, semanalmente, 200 refeições, além de arrecadar brinquedos, roupas, cobertores e outros itens em eventos pontuais, como o Natal e o Dia das Crianças. A loja de roupas da mãe de Leonardo virou um ponto de coleta de doações, e ela mobiliza pessoas para ajudar nas ações que o grupo se envolve e que vão para além da Praça da Matriz.

“Com essas ações, eu passei a cuidar melhor das minhas coisas e também a ser mais humilde, a ajudar mais, a ser mais querido e a acolher mais as pessoas”, avalia Leonardo.