18 de agosto de 2020

Por que a Lua não cai?

Para surpresa de alguns, a Lua está constantemente caindo em direção à Terra. Mas, seu movimento orbital é o responsável por ela não encostar no nosso planeta, assim como a força gravitacional, por não deixá-la escapar para o espaço.

Explicando melhor: a Lua está caindo, mas não toca na Terra porque está em órbita a uma velocidade de revolução que faz com que sua queda acompanhe o contorno do nosso planeta. Vale lembrar que, astronomicamente falando, estar em órbita é girar em torno de um objeto central e que, no caso do Sistema Solar, planetas (com suas luas), cometas e asteroides giram ao redor do Sol.

A Lua realiza, basicamente, três movimentos: translação (em torno do Sol), rotação (em torno de si mesma) e revolução (em torno da Terra). A velocidade de translação da Lua pode ser considerada a mesma velocidade de translação da Terra, que é de 109.000 km/h, uma vez que a Lua acompanha a Terra. O movimento de revolução é responsável por manter a Lua em órbita. A velocidade de revolução da Lua é de 3.670 km/h.

Outro ponto interessante é o fato de a Lua não escapar para o espaço devido à força gravitacional que atrai mutuamente a Terra e a Lua, que é de Fg = 1,98 x 10>20 N (10>20 significa 10 elevado à vigésima potência e o N é a força na unidade de medida Newtons, já que a Lei da Gravitação Universal é uma das teorias de Isaac Newton). Quer saber como se faz o cálculo? Confira a equação:

Contribuiu para a postagem o professor Gentil Bruscato, responsável pelo Laboratório de Física e pelo Clube de Astronomia do Colégio Farroupilha.