Colega do Nível 4C apresenta espécies de cobras à turma

8 de novembro de 2019

A semana das crianças do Nível 4C da Educação Infantil começou com a escolha do nome do projeto de estudos do segundo semestre do ano letivo: “Répteis Misteriosos”. A turma questionou os hábitos alimentares e as características das cobras, dos camaleões, dos jacarés e dos lagartos e, em breve, iniciará as atividades para realizar descobertas.

Na última semana do mês de agosto, as crianças trouxeram diferentes materiais para compartilhar com os colegas, como livros, imagens impressas e desenhos, além de cobras e jacarés de pelúcia. A turma conheceu, ainda, a história do livro “E o dente ainda doía”, da autora Ana Terra, conversou sobre as características do jacaré, explorou a palavra e realizou um jogo matemático com o uso de dados e material concreto.

Na quarta-feira, 11 de setembro, as crianças foram ao Laboratório de Biologia e aprenderam o que são os répteis. Além de mexer em alguns animais,  como o casco de uma tartaruga e a cobra, a turma descobriu as diferentes classificações dos répteis.

Na semana seguinte, em 26 de setembro, as crianças visitaram a Quinta da Estância com foco em observar os répteis. Viram a cobra do milho, jiboia, tartaruga dragão barbado, entre outros animais que fazem parte desse espaço. O grupo também foi alertado sobre os cuidados, como não chegar perto das cobras, pois existem várias espécies venenosas. As crianças ainda tiveram a oportunidade de sentir as escamas de uma cobra e ver o dragão barbado se alimentando.
Com um balão e o desenho de uma lagartixa de papel, as crianças precisaram passar o balão no cabelo e tentar fazer a lagartixa grudar no balão. Depois, em roda, a turma conversou para descobrir como esse fenômeno é possível.
Já na tarde de terça-feira, 22 de outubro, as crianças foram ao Laboratório de Biologia esclarecer alguns questionamentos. Lá também e observaram e identificaram as diferenças  entre répteis e anfíbios.

Na sexta-feira, 25 de outubro, cada criança ganhou uma garrafa ilustrada com desenho de um camaleão e com água colorida dentro. A brincadeira foi pingar gotinhas de anilina e ver a transformação da cor do “camaleão”. As crianças também apreciaram a experiência contra a luz do sol.

O colega Oliver Rosito Goldschmidt trouxe algumas espécies de cobras (mortas e conservadas) para mostrar aos colegas. Ele explicou que o avô foi professor de Ciências, e que, por isso, tem essas cobras no álcool. Ao mostrar para os colegas, Oliver foi nomeando cada espécie, entre elas: cobra cipó, jararaca e cobra cega.