“Vamos cantar?” é o projeto dos pequenos do Nível 1A

12 de junho de 2019

Na manhã de segunda-feira, 20 de maio, os pequenos do Nível 1A da Educação Infantil plantou sementes de salsa. A turma explorou a floreira, preparou a terra, soltou as sementes e regou. A atividade faz parte do projeto dos pequenos, “Vamos cantar?”. Antes do plantio, as crianças realizaram diferentes atividades sobre o tema: hora do conto da história “A viagem da sementinha”, da autora Regina Siguemoto; confecção da placa de identificação para a floreira; e uma atividade musical, com a canção “As sementes”, de Beto Herrmann.

Já na terça-feira, 28 de maio, os pequenos receberam balões e brincaram associando o som ao movimento. Em seguida, também em comemoração do Dia Mundial do Brincar, a turma realizou uma integração com os outros níveis. Em roda, as crianças, com uma caixa surpresa, retiravam objetos e precisavam identificar músicas a serem cantadas com aquela palavra. A atividade foi uma oportunidade dos colegas maiores ensinarem novas canções.

Na Minicidade, as crianças observaram alguns sons, como os pássaros, o barulho da água, os carros ao serem movimentados, os brinquedos das casinhas, entre outros. Depois, participaram de um encontro musical com o professor de Música, Gustavo Fetter, onde cantaram acompanhadas do violão. E, por fim, a turma explorou os espaços e, com a ajuda de aplicativos, ouviu os sons relacionados a cada contexto, como a campainha, a torneira aberta, o liquidificador, o secador de cabelos, etc.

No Campão, as crianças participaram de uma atividade de Educação Física com bolas coloridas, que teve como objetivo contribuir para o desenvolvimento psicomotor, socioafetivo e cognitivo do grupo. A atividade aconteceu na manhã de quarta-feira, 05 de junho.

Já na manhã de quarta-feira, 12 de junho, as crianças participaram de uma exploração sensorial com amido de milho, água e anilina comestível. Enquanto ouviram a música “Magia das Cores”, de Mundo Bita, acompanharam a melodia e misturaram as substâncias utilizando panelinhas, pratinhos, colheres e copos. Durante a brincadeira, as texturas e cores passaram por transformações, que foram observadas e comentadas pelo grupo.